Sobrevivendo a Hana e ao frio do Haleakala!

Não tem como ir a Maui e deixar de pegar a estrada até Hana!

A estrada de Hana tem umas 68 milhas, com um monte de pontes no caminho. E normalmente essas pontes só passam 1 carro. A estrada é bem sinuosa e vai beirando a ilha. Isso significa: Paisagens de tirar o fôlego!! Só de lembrar, ver as fotos, fico pensando que podia ter levado muito mais que 1 dia, só pra aproveitar cada ponto da estrada parando em todos os lugares possíveis!

Mais ou menos o caminho que fizemos

Mas, estavamos com o tempo um pouco apertado. Nossa idéia era dar a volta, indo por um caminho e voltando por outro, assim na volta de Hana até Kahului subiriamos no gigante Haleakala! Que é?! Um vulcão! Pois é, quer ver vulcão e curtir muito, vai pro Hawaii! 🙂 Tá cheio de vulcão (e tartaruga! heheh)! Mas queriamos subir em tempo de ver o pôr do Sol lá de cima.

Achei a estrada até Hana muito tranquila, todo mundo parando o tempo inteiro pra tirar fotos, fazer uma trilha ou outra… Então dá pra curtir bem sossegado, sem perigo. Até tenho que dizer ,que depois de Hana a estrada piora muito! Mas fica extremamente muito mais bonita! Espetacular! É o que digo, em qualquer ilha, quando você atravessa de um lado para o outro percebe como mudam  as paisagens!


Primeira coisa era tentar encontrar Jaws! A praia de ondas gigantes (mais de 20 metros), só que já sabiamos que não teria onda nenhuma. Pois é, dessa vez não estavamos de jeep, e pelo que tinha perguntado pela região é que a estrada era bem ruim. Cheguei até a entrada de uma estradinha de terra, mas resolvi não arriscar. Mesmo porque se perdessemos muito tempo tentando achar Jaws talvez não vissemos o pôr do Sol no topo do Haleakala. Então seguimos em frente.


Conhecemos várias pequenas cachoeiras na estrada, alguns jardins e chegando em Hana, mais uma praia de areia negra. Areia igual a da outra, mas grandiosamente bonita! Dessa vez a Tati até entrou na água comigo! 🙂 Tem uns pontos pra saltar nessa praia, mas depois do banho de mar fomos embora. Haleakala nos espera!


Estávamos preparados! Gail nos avisou quer era bem frio lá em cima, e nos emprestou um monte de blusas, luva e etc. Pegamos tudo!

Fomos subindo o Haleakala, mas o clima estava muito ruim, muitas nuves e não dava pra enxergar nada. Expectativa total! Será que vamos ver alguma coisa?

Conforme fomos chegando no topo a neblina foi sumindo, o céu foi ficando azul e quando chegamos no cume……!!!!



Eeeeeita mundão!! E nossa que frio!!! Aí que me liguei, estavamos de chinelo!! Esqueci de pegar o tênis! Dedos congelaaaando! Frio cortante! E um imenso azul acima das nuves! Inexplicável! Não vimos a cratera, tinham muitas nuvens… Mas o Sol estava ali fazendo o show dele, e nós, passando frio apenas para contemplar o nada e ao mesmo tempo tudo. É somente o Sol de todos os dias, é somente o frio, a natureza… é só isso… 😉


O dia foi muito legal, nosso último dia no Hawaii já estava deixando aquela sensação de quero mais. Acabamos o dia em um restaurante thailandes com nossos hosts gente finíssimas! Jordan e Gail foram pessoas muito legais e com certeza fazem parte de nossa super trip, e agora de nossas vidas.

Shaka!!

Qual o valor de tudo isso?! Não sei… o mundo se transforma o tempo todo, é impermanente como tudo que existe. Mas se a vida as vezes não faz sentido, não encana… enjoy e escolha estar feliz sempre!

Aloha!

E Aloha até o fim!