Protestos pelo Brasil! É desorganizando que se organiza! – Brazil Protests!

mpl1
Depois de muito tempo hibernando, parece que o povo brasileiro acordou. Ou melhor dizendo, está acordando aos poucos. O comodismo e o silêncio diante de tantos problemas que enfrentamos em nosso Brasil parece que chegou ao fim, pelo menos por esses dias.

Sempre fui a favor de uma revolução ao ver tanta coisa acontecendo e o povo sem nenhum vestígio de união. Palavras minhas: “Se todo mundo se unisse e saíssem juntos contra essa covardia que é o governo, eles iriam se mexer. Tínhamos que fazer como outras nações ao se sentirem encurraladas e sem direitos. Reivindicar.”.
Poucas pessoas concordavam comigo, uma ou duas pessoas com pensamentos mais radicais. E falando assim, parece radical mesmo. Mas sou sincero também em dizer que nunca me mexi para ir atrás de nossos direitos como cidadãos. Minha consciência política também é cômoda, como a de muitos brasileiros que sempre preferiram viver atrás de suas TV’s e computadores, a reclamar do país e de suas próprias vidas, e no final concluir que o Brasil não tem jeito.

É muito complicado mudar o comportamento de uma nação inteira, o governo é reflexo de como são as pessoas. Do tal “jeitinho brasileiro”, da famosa lei de “Gerson” querendo levar vantagem em tudo. Muitos manifestantes, muitas pessoas, eu e você, todos temos nossas escorregadas éticas no dia a dia. Uma furadinha de fila aqui, ficar com o troco a mais que te deram por engano ali, andar de carro pela rua contra-mão para passar na frente da fila de 3 ou 4 carros a sua frente.
Essas “escorregadas” ou “jeitinho” criar um efeito dominó e reflete lá em cima no governo. E que no final se resume em educação.

protesto-brasilia
Acredito muito que essas manifestações são extremamente importantes, não só para os governantes enxergarem que existe opinião pública, mas também aos acomodados reclamões que nada fazem a não ser “chorar” sentandos no sofá assistindo tudo pela sua TV de LED 50″, ou fazendo o churrasco na lage. A repressão inicial às passeatas, que gerou tanta violência é reflexo da falta de preparo das
autoridades para lidar com essas situações. E lembrando que todos aqueles que trabalham para manter a ordem, também são cidadãos assalariados, com família e que também querem um país melhor para se viver.

mplchoque-1

Apenas fico chateado em ver que muitos “cidadãos” se aproveitam das manifestaçãoes de quem realmente se importa em viver num país melhor e democrático, saqueando, roubando e destruindo algo que é nosso, e que traz o sustento de outras pessoas que vivem o mesmo que todos nós, todos os dias. Tudo começou por causa do aumento das passagens de transportes públicos, porém, foi apenas o estopim para que a consciência coletiva fosse levada a tona. A minoria participativa nos protestos iniciais mostraram que é possível ser ouvido pelas autoridades governantes. Que é possível reivindicar os diretos e fazermos parte das escolhas do país. Isso quer dizer, escolher onde vão colocar o nosso dinheiro. Pois se nós pagamos para manter o país funcionando, temos direito de ajudar na decisão de onde investir e quais são as prioridades. Além do mais, se alguém nos rouba, temos os direito de nos defendermos. Se nós podemos colocar pessoas para nos representar no senado, por que não poderíamos conseguir tirá-los de lá se não estiverem fazendo um bom serviço?!

Toda mudança gera sofrimento. É como se fosse um Tsunami que começa por causar de um tremor e chega a tomar proporções inimagináveis. No final, algo mudará, algo recomeçará. Quando ouço, quando vejo e também repito que não é apenas pelos R$0,20, e sim pelos direitos de cidadão, entendo que todos queremos poder dizer não às coisas impostas quando não concordarmos; dizer não a corrupção que acontece debaixo de nossos narizes. Mas não pensem que após o inferno, viveremos num paraíso. É apenas um passo.

brasil-protesto-onibus

Conversando com um amigo sobre o assunto ele me disse: “somos descendentes de escravos e imigrantes, para mudar as coisas precisa-se de gerações e gerações exercendo seus direitos”. Isso é fato, e para isso nós devemos ir atrás de exercer nosso direito e sair do comodismo.

É muito válido o Brasil se unir, mas acredito ser necessário ter foco. E me vem a pergunta: quando parar? Muito provavelmente irão baixar as tarifas. E depois? Demos o primeiro passo desorganizado, e agora temos de começar a organizar.
Como dizia Chico Science: “que eu me desorganizando posso me organizar. Da lama ao caos, do caos a lama!”

———————————————————————————————————————————————————

English version:

After a long time hibernating, it seems that the brazilian people woke up. Or better, is waking up. The self-indulgence and the silence face so many problems that we have in Brazil seems to have reached the end. I’ve always been in favor of a revolution watching so many things happening and the people with no signs of coming together.
My said: “If every people coming together against the coward government, they would move themselves. We had to do something as the other nations when feeling with no rights or opressed by the government. Claim and protest.”. One or two people agreed with me. Well, maybe sounds too radical.
But, I also can say that I’ve never did anything to claim my or our rights as citizens. My political consciousness is also self-indulgent, as too many brazilians that always prefer to live behind TV’s and computers, just complaining of them country and them lives, and in the end concluding that the Brazil has no solution.

It’s complicate to change the behavior of an entire nation, the government is a mirror of the how the thing works, as called “brazilian way” or the famous law of “Gerson”: always wanting take advantage.
Many of protestants, many people, me and you, we all have our ethical mistakes day by day. Those ethical mistakes create a domino effect and reflect in our government leaders. And, in the end its all about education.
I believe that these protests are extremely important, not only for the government can see that the people has opinion, but also for the accommodate and complainers people in the couch just watching them 50″ LED TV.

The initial repression to the protestans, that has generated so much violence is just a reflection of the lack of training of police to lead with those situations. I’m really sad to see many of “citizens” taking advantage of the protests, stealing and destroying something that is ours, and bring the sustenance of other families that live the same like us every day.
Everything started because of the transport fares, although, I think It was just the fuse for the political conciousness was brought to the fore. The minority of people participating in the initial protests showed that is possible to be heard for our government leaders. That is possible to claim our rights as citizens and be part of the choices of country. Because if we are paying so that the country keep working, we have the right to help to decide where our money needs to go. Besides that, if someone steal us, we have the right to defense. If we can put someone to represent us on senate, why we could not take them out from there?

Every change causes suffering. Looks like a Tsunami that begins with a eathquake and became a big wave for many places in the world. In the end, something changed, something will be recreated.
When we said that it’s not only about 0,20 cents, it’s about our rights, I understand that all we want is to say NO when we don’t agree; say NO to corruption. But don’t think that after hell, we are going to live in heaven. It’s only one step.
Talking to a friend about this subject he said: “we are descedents of slaves and immigrants, so that we can change things, it’s needed many generations exercising their rights.”.

Fact, and because of this, we have to go foward in order to exercise our rights every day.
It’s so valuable all in Brazil coming together, but I believe to be necessary has focus. And come the question: when to stop? Probably they will decrease transport fares. And after that? It was a first disorganized step, and now we have to start to organize.
As Chico Science said: “disorganizing that I can organize myself”