Chegando em Maui…

Depois de 40 minutos dentro de um teco-teco (da hora!) (acho que era um Cesna igual esse: http://www.flickr.com/photos/gouldy/3665832054/, chegamos em Maui,  ilha dona de um shore excepcional. Uma variedade enorme de paisagens, e conhecido por ser a ilha mais cara do arquipélago. Maui é bem turística, mas também pode ser beeem roots! Dessa vez não foi possível fazer umas paradas tão roots quanto na Big Island, pois devido a mudança de planos de alterar nosso vôo para mais tarde, tivemos um dia a menos em Maui e o Jeep Wangler que eu tinha reservado não estava mais disponível.
Chegamos de noite, e para meu azar, com uma mala sem rodinha que quebrou ainda na Big Island. O carinha do shuttle da locadora de carro pega as bagagens e retira do onibus, e sem saber que a rodinha da mala estava quebrada pegou a mala por baixo e ficou com minha rodinha na mão (hmmm não soa muito bem isso rs..), pois bem, o cara ficou super sem graça de ter estragado a mala “Oh soorry man” com aquela cara, sem saber o que dizer, tipo, e agora?! Foi engraçado, tudo bem que para vocês que estão lendo não tem graça nenhuma… hehehe

A pegada de Maui era curtir a natureza, mas o que mais queriamos nessa viagem era evitar correria em algumas ocasiões, e relaxar em Maui era a melhor coisa (shaaka!). Ficamos hospedados na casa de Jordan e Gail, um casal super gente fina que nos ajudou em nossa trip mesmo antes de chegarmos lá. Gail me mandou vários links de locais para visitar e nos deu dicas.

A casa deles é super aconchegante, fica em Wailuku, com uma varanda enorme de frente ao oceano, uma praia com boas ondas para surf.

http://www.airbnb.com/rooms/58238

Logo cedo tivemos um café da manhã com morangos de Maui, frutas frescas do quintal da Gail e um Sol animador brilhando lá fora.

Fomos conhecer logo de cara uma praia chamada Breakwall beach, um surf spot que tem lá em Lahaina. Como lá era uma praia considerada para iniciantes no surf, fui alugar uma prancha pra curtir um pouco, porém a mulher não quis alugar sem que antes vendesse aulas de surf pra gente. Eu disse que era quase um profissional já, mas ela insistiu que para surfar em cima dos corais tinha que pagar as surf lessons. Fucking lessons! Desencanei! Pegamos uma sombra embaixo da árvore, tiramos um cochilo na praia, depois um banho de mar… em seguida ficamos num bar muito legal que tinha próximo a praia. Sabe como é, nos EUA, não pode beber nada alcólico na praia, não tem quiosques ou vendedores ambulantes, então sem cervejinha na areia, a não ser enrolada num saco de papel.

Lahaina é uma cidade muito bonita e legal de caminhar a noite, ficamos por lá mesmo curtindo a noite. Diversos restaurantes, incluindo o Hard Rock Café Maui e um monte de lojas para “shopping” que minha mulher adora! 🙂

Mas o melhor de Maui ainda estava por vir, fique de olho que vamos contar aqui logo mais! 😉