A alucinante Bangkok

Traffic jam Bangkok
A nossa primeira cidade na Ásia é grande e tem de tudo com qualquer outra grande cidade. Trânsito caótico, poluição, desorganização, mas como em toda a Tailândia, uma religiosidade bem forte. Por todos os lugares podemos ver os altares para oferendas diárias.

Tem também diversas imagens do rei e da rainha espalhadas pela cidade, que todos devem respeitar. Caso exista algum desrepeito a imagem da família real, é considerado um crime grave.

Logo de cara, a primeira sensação de quando se chega em Bangkok é de: O que estou fazendo aqui?! Mas depois que você começa a se aventurar pelas ruas, a conversar com as pessoas e entender um pouco do ritmo em Bangkok, tudo muda! A beleza de Bangkok é justamente a loucura das ruas, barracas de vendedores por todos os lados, comida e taxi baratos, e muita religião.

Siam Paragon mall

A cidade tem diversos pontos interessantes para visitar, principalmente templos budistas, onde é possível admirar a beleza do budismo, as crenças e a história da Tailandia. O mais legal é que andando pela cidade, é possível ver diversos templos não turísticos e com a mesma beleza de arquitetura, que dá um charme quando no meio de tanto predio é possível enxergar um templo se destacando.

Os tailandeses são bem simpáticos, bom, pelo menos estão sempre sorrindo quando tentamos nos comunicar com eles, as vezes não sabemos se estão tirando sarro da gente ou sendo legais. Melhor acreditarmos somente que são simpáticos mesmo! A Tailandia é conhecida como a terra dos sorrisos, e realmente, é impossível dizer que a galera por aqui é mal-humorada. Na hora de escolher a comida nos lugares onde não sabem falar inglês, sempre aparece alguém que ajuda a gente! Seja na rua, no mercado ou no trem, até  agora só podemos falar bem das pessoas por aqui. Tudo bem que, malandro tem em todo lugar, e na Tailandia não é diferente.

Rio Chao Phraya

Rio Chao Phraya

Além dos sorrisos a Tailandia é o lugar da massagem tailandesa! É impossível não experimentar! A cada esquina existe um lugar para massagem, e o melhor de tudo é que são muito baratos. Uma hora de massagem tailandesa ou massagem nos pés custa aproximadamente R$15,00. Se optar por um lugar mais sofisticado você paga uns R$35,00.

Nós fomos fazer a massagem tailandesa pra ver como era, e resumindo, é bem dolorido! Mas no final você está mais relaxado, e ainda te servem um chá antes de ir embora.

Uma coisa interessante na Tailandia é o momento em que você está andando na rua e começa a tocar o hino nacional ou “Phleng Chat Thai”. Nesse momento todas as pessoas param de andar e ficam esperando o hino terminar. Isso foi criado como lei em 1939 para mostrar respeito a nação e dura até os dias de hoje. O hino toca duas vezes por dia, e claro que você não precisa parar de falar se estiver no telefone ou dirigindo. É bem engraçado, parece a brincadeira de estátua, ou como se fosse o X-men que é tão rápido que consegue ver as pessoas paradas.

Se tiver curiosidade em saber um pouco mais, veja o link:  http://en.wikipedia.org/wiki/Thai_National_Anthem

Inside Skytrain

Skytrain

Steak Lao

Steak Lao

Estamos próximos a estação de trem On Nut em Sukhumvit, boa localização, pois o skytrain nos leva para diversos pontos turísticos da cidade. Tem uma estação direto para o ferry boat no rio Chao Phraya.

Conhecemos um restaurante chamado Steak Lao. Lugar muito bom que nossa nova amiga May nos levou na primeira noite em Bangkok. A comida é uma delícia e você gasta no total uns R$ 50,00 para 3 ou 4 pessoas.

Se movimentar pela cidade de Bangkok é bem fácil, nas estações e pontos turísticos sempre é possível encontrar alguém que fale inglês, e as máquinas para comprar tickets do trem são em dois idiomas, thai e inglês.

 

 

 

A parte difícil é realmente essa, o idioma. Sempre tem alguém que fala um inglês bem básico, mas se quiser conhecer alguns pontos frequentados por locais fica mais complicado. Nada que uma boa mímica não resolva!

Confiram nosso vídeo do “perdidos em Bangkok”! 🙂